• Pontaria Novo Governo
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

11/10/2019 | Após Previdência, é a vez da reforma administrativa - O Globo

O governo deve encaminhar ao Congresso uma proposta de reforma administrativa mudando as carreiras dos servidores federais, afirmou ontem o ministro da Economia, Paulo Guedes. A medida deve começar a tramitar pelo Senado logo após o fim da votação da reforma da Previdência. Para Guedes, a reforma é necessária para reduzir as distorções salariais entre funcionários públicos e trabalhadores da iniciativa privada.

— Há casos de funcionários públicos em que o sujeito já chega no governo ganhando, no primeiro emprego dele, R$ 19 mil. É um absurdo. Os melhores funcionários públicos sabem onde estão os erros, nos apoiam e querem nos ajudar a corrigir, assim como fizeram na reforma da Previdência — disse Guedes no Fórum de Investimentos Brasil 2019, organizado pelo Banco Interamericano do Desenvolvimento (BID), em São Paulo.

NOVA POLÍTICA

Guedes aproveitou o discurso para comemorar a aprovação das regras para divisão dos recursos oriundos do megaleilão do pré-sal, na quarta-feira, pela Câmara dos Deputados. Para o ministro, a votação é um exemplo da “nova política”, sem negociatas ou compra de votos no Congresso:

— Os (deputados) do Nordeste queriam usar os critérios do FPE (Fundo de Participação dos Estados) para fazer a divisão desses recursos. Os do Sule Sudeste, a Lei Kandir. Conversando e se entendendo, acabaram fechando um acordo aceito por todos. Aclasse política está de parabéns.

Guedes disse ainda esperar que o novo marco do saneamento básico, que abre o setor à competição privada, seja aprovado pelo Congresso em “uma ou duas semanas”.

Mais cedo, durante apalestrado presidente Jair Bolsonaro, Guedes havia dito que não há crise no Brasil, que temos uma democracia madura. Ele fez a declaração ao falar do liberalismo econômico e político que o atual governo tem como bandeira. Para Guedes, não existe redução do espaço democrático no Brasil:

— Isso é conversa de quem não sabe perde releição. Realmente reduziu o espaço do social-democrata, que antes tinha 100% do espaço, só tinha partido social-democrata. Aí, de repente, agora tem 48%, porque conservadores e liberais têm 52% e ganharam a eleição. Ganhou o Brasil, que ago ratem representatividade política ampliada.

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02