• Pontaria Novo Governo
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

03/05/2019 | Governo cria gabinete para tirar dúvidas da reforma - O Globo

O governo decidiu criar um gabinete na Câmara para auxiliar deputados e tirar dúvidas sobre o projeto da reforma da Previdência. A líder do governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), e o secretário Especial da Previdência, Rogério Marinho, anunciaram ontem que dois técnicos do Ministério da Economia ficarão de prontidão para ajudar os parlamentares.

—Vai haver sempre dois técnicos aqui, de plantão, com todos os dados, por região, para poder dar aos parlamentares os argumentos (sobre a reforma). Porque a questão regional é diferente. Eles vão poder fazer uma estratificação de todos os dados, de quais são os pontos da Previdência que eventualmente incomodam mais o Sul, o Nordeste ou as demais regiões —disse Joice.

Os técnicos vão ficar em espaço contíguo ao gabinete da liderança do governo no Congresso, inicialmente de terça a quinta-feira.

—O dia a dia do Congresso acontece aqui. Como a deputada (Joice) lidera o governo no Congresso, nós achamos de bom tom ter esse suporte, que vai ser dado de maneira estreita —disse Marinho.

SEM LIPOASPIRAÇÃO

Joice destacou que há tempo hábil para aprovar a proposta na Comissão Especial da Câmara ainda no primeiro semestre. Segundo ela, a retirada das mudanças no Benefício de Prestação Continuada (BPC) e na aposentadoria rural já estão nas contas do governo, mas a intenção é manter a espinha dorsal do texto, com economia de R$ 1 trilhão.

— Não dá para fazer lipoaspiração —defendeu.

Em entrevista ao Jornal do SBT, na noite de ontem, o presidente Jair Bolsonaro também demonstrou confiança no tempo de tramitação da reforma da Previdência no Congresso:

—Eu tenho conversado com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, pessoa excepcional, e oque ele tem transmiti dopa rami mé que há interesse de vários líderes que decidem os votos lá dentro em aprovar o mais rápido possível a reforma da Previdência.

Maior bancada no Senado e sexta maior na Câmara, o MDB anunciou ontem ser favorável à reforma da Previdência, mas adiantou que trabalhará contra três itens da proposta do governo: as alterações na aposentadoria rural, no BPC e na aposentadoria especial para professores.

Em nota, a legenda informou ainda que pretende discutir e modular os seguintes itens: pensão por morte, aposentadorias especiais, novas alíquotas de contribuição, mudanças no abono salarial e criação do regime de capitalização.

O partido se diz favorável a idade mínima, aposentadoria por tempo de contribuição, revisão de aposentadoria por invalidez e redução de despesa da Previdência. O apoio do MDB é considerado importante pelo governo, pelo tamanho que ocupa no Congresso. No mês passado, o presidente do partido, Romero Jucá (RR), foi um dos chefes de partido recebidos por Jair Bolsonaro.

Na conversa, o presidente pediu que o partido trabalhe a favor da Previdência. O MDB tem uma bancada de 13 senadores, comandando a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Casa, responsável por analisar a proposta de Bolsonaro, caso aprovada pela Câmara. Propostas de emenda à Constituição (PEC), como a da Previdência, só são votadas na CCJ e no plenário no Senado, diferentemente da Câmara, que as analisa em comissões especiais.

“Eu tenho conversado com o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o que ele tem transmitido para mim é que há interesse de vários líderes que decidem os votos lá dentro em aprovar o mais rápido possível a reforma” _ Jair Bolsonaro, presidente.

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02