• Pontaria Novo Governo
  • BOLETOS ON-LINE
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

21/03/2019 | País tem 16 milhões de domicílios sem renda do trabalho, indica Ipea - Valor Econômico

 

Apesar do segundo ano de recuperação da economia, o país tinha 15,98 milhões de lares sem renda do trabalho no fim do quarto trimestre do ano passado, 31% a mais do que o verificado no fim de 2013. Isso corresponde a um incremento de 3,8 milhões de domicílios nesta situação, mostram dados divulgados ontem pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). 

Desta forma, 22,2% do total de domicílios brasileiros (que totalizavam 71,9 milhões ao fim de 2018) não tinha ninguém trabalhando, a maior proporção registrada desde 2013 (18,6%). É claro que em parte desses lares havia pessoas vivendo de aposentadorias. Para o Ipea, porém, a piora dos últimos anos está relacionada aos efeitos da recessão sobre emprego e renda. "Os domicílios sem renda são fruto da piora do mercado de trabalho. A crise afetou principalmente os menos escolarizados, que tinham menores salários e que foram parar no desemprego.

Ela demora para conseguir nova vaga de trabalho, o que faz aumentar os domicílios sem renda", disse Maria Lameira, pesquisadora do Ipea. Demissões e achatamento de salários também explicam o aumento do número de domicílios classificados como "renda muito baixa" (menor de R$ 1.601,18, valor que considera a soma dos salários de todos os moradores da famílias). Do total de domicílios do país, 30,1% estavam nessa faixa de renda, ou 21,6 milhões dos lares existentes no país.

Somados, 52,3% das residências não tinham renda ou tinham renda do trabalho classificada como muito baixa, o que mostra como o país segue distante de ser formado por uma classe média majoritária. Já a proporção de lares com renda domiciliar alta (mais de R$ 16.011,84) avançou de 2% em 2017 para 2,1% no ano passado, o correspondente a 1,5 milhão de residências. A pesquisa do Ipea divulgada ontem mostrou ainda que a desigualdade da renda no mercado de trabalho cresceu de forma acentuada a partir de 2016.

O índice de Gini da renda domiciliar do trabalho (que varia de zero a um, sendo zero a igualdade perfeita) subiu de 0,514 no quarto trimestre de 2014 para 0,533 no mesmo período de 2018. Outra forma de medir essa desigualdade é pela proporção das rendas. As famílias do topo da pirâmide recebiam, em média, rendimentos 30,3 vezes mais do que as famílias da base da pirâmide no fim de 2018. Essa disparidade salarial era menor, de 27,8 vezes, no fim de 2014. Lameira explicou que essa desigualdade foi potencializada por uma inflação maior para a parcela pobre da população, que teve sua renda real corroída.

Isso ocorreu porque os preços dos alimentos, componente relevante do custo de vida da parcela mais pobre da população, subiram em 2018, especialmente após a greve dos caminhoneiros. Para o pesquisador do Ipea Carlos Corseuil, a queda da desigualdade não ocorre imediatamente após o início da recuperação econômica porque os trabalhadores mais qualificados tendem a recuperar emprego primeiro.

Para ele, será preciso uma maior geração de vagas para a base da pirâmide para que o indicador mostre melhora. O instituto avalia que a aprovação da reforma da Previdência "pouco alterada pelo Congresso" deve acelerar a economia, mas seus efeitos sobre o emprego e a renda só devem ser vistos com mais intensidade no fim de 2019 e ao longo do ano que vem. O estudo avaliou ainda que, após recuperação acentuada no primeiro semestre de 2018, o mercado de trabalho tem mostrado "baixo dinamismo, caracterizado pela estabilidade da taxa de desemprego em patamar elevado e pela leve expansão da ocupação e da renda".

O Ipea estimou contudo, que a reforma trabalhista começa a mostrar desdobramentos. Os contratos de trabalho parcial e intermitente foram responsáveis por quase um quarto (23%) dos novos empregos formais gerados no país de abril de 2018 a janeiro deste ano. Dos 225.917 postos de trabalho gerados, 13.161 foram contratos de trabalho parcial e 39.765 foram contratos intermitentes.

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02