• Pontaria Novo Governo
  • Fatos & Notícias
  • BOLETOS ON-LINE
  • app do sindeprestem
  • coffee news mudou para melhor
  • sindeprestem 2018
  • CONTRIBUIÇÃO PATRONAL 2018

22/02/2019 | Montadora - O Estado de S. Paulo

Após reunião com executivos da Ford realizada na manhã de ontem no Palácio dos Bandeirantes, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), informou vai ajudar a montadora a buscar um comprador para a fábrica São Bernardo do Campo, no ABC paulista, na tentativa de garantir os empregos de cerca de 3 mil trabalhadores diretos da empresa.

Na terça-feira, o presidente da Ford América do Sul, Lyle Waters, anunciou que a fábrica que produz caminhões e o automóvel Fiesta será fechada ao longo deste ano.

As reuniões com possíveis compradores terão início na próxima semana, informou Doria. “A ideia é que os trabalhadores mantenham seus empregos, ainda que outra marca assuma a fábrica”, disse.

Chances limitadas •

Apesar dos esforços para buscar um novo interessado para a fábrica, fontes da Ford disseram que o grupo não pretende voltar atrás da decisão, já comunicada aos investidores internacionais.

Em nota distribuída à tarde, a Ford confirmou o esforço conjunto, a ser realizado com urgência, na busca de um comprador para a unidade de negócios do ABC paulista. No anúncio do fechamento da fábrica, contudo, a empresa pontuou que a decisão foi tomada após vários meses de busca por alternativas, que incluíram a possibilidade de parcerias e venda da operação.

A Ford também afirmou na nota que suas demais fábricas no Brasil “não serão afetadas por essa ação”. Na terça-feira, o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, Wagner Santana, disse que havia riscos de a fábrica de motores de Taubaté também ser fechada, já que o grupo vai concentrar a produção de carros na filial de Camaçari (BA), onde também tem uma unidade de motores.

Matriz. Também na tarde de ontem, o Sindicato dos Metalúrgicos informou que, a pedido da entidade, Santana será recebido pela direção mundial da Ford, em Dearborn, nos EUA, para discutir o futuro da fábrica de São Bernardo. A data do encontro será definida em breve.

Apesar dos esforços, fontes da Ford afirmaram que o grupo não pretende voltar atrás da decisão, que já foi comunicada aos investidores internacionais.

A fábrica opera com menos de 20% de sua capacidade produtiva e é a única do grupo no mundo que faz caminhões. Já o automóvel em produção na unidade, o Fiesta, é um modelo lançado em 2013 que tem baixas vendas. Segundo uma fonte do mercado automotivo, cada unidade produzida do Fiesta resulta em perdas de US$ 3 mil à Ford.

Doria negou que haja um esvaziamento da produção de veículos no Estado de São Paulo, avaliação corroborada pelo prefeito de São Bernardo do Campo, Orlando Morando (PSDB). “Com exceção da Ford, o setor automotivo tem contratado em São Bernardo e em todo grande ABC”, disse o prefeito.

Fatos e Notícias

Home Logo01
Home Logo02
Home Logo03
Home Logo04
Catho
Up Plan Logo 02